Tendências Inverno 2019.

inverno 2019 promete: temas como a exigência por diversidade, a primavera feminina, a necessidade de praticidade, a importância da natureza e sua preservação informam o que vamos vestir no ano que vem. A tradição, com peças clássicas, uma dose de cores vibrantes e muito brilho chega na estação mais fria do ano.

A mulher chega apostando em cores vivasbrilhosestampas e materiais luminosos. Sente-se confortável com sua feminilidade e, portanto, opta pela alfaiataria em looks para trabalhar, mas adora adicionar um cinto para celebrar suas curvas.

Ao invés de sonhar com o herói para salvá-la, na versão 2019 é a estrela do seu próprio faroeste. Brinca com referências misturando peças de herança, como o tweed e a estampa xadrez, com outras de apelo moderno, sabe que é resultado de suas experiências passadas, mas também se abre ao novo.

Vem ver na prática como tudo isso vai se traduzir nas tendencias do inverno 2019.

A estampa: animal print

Onça nunca sai de cena, mas tem temporadas de destaque menor. Em 2019, aliada à zebra, ressurge em leituras pop com cores ou em sua forma mais clássica. Para usar as estampas de bicho, aposte em formas sofisticadas ou com toques esportivos, a ideia é ousar e subverter.

zebra1
zebra2

animalprint

animalprint2
animalprint3
tigerprint

O material: tweed

O tecido é marca registrada da Chanel e remete a um estilo mais tradicional. Use em conjuntinhos ou quebre a seriedade com peças casuais como o jeans. Em sua forma mais conceitual, ele tem ombros pronunciados, bem oitentista: o exagero imprime o ar de uma mulher forte e pronta para encarar qualquer situação. Brechóssão um ótimo lugar para encontrar um casaco de tweed para chamar de seu:

tweed1
tweed2
tweed3
tweed4
tweed5

O mood: faroeste

Pense no estilo dos cowboys e seus tons terrosos, camurça, franjas, bordados étnicos e muita atitude. Só não esqueça de fazer um mix com shapes mais delicados para impedir que o look fique caricato.

 

western1
western2
western3
western4
western5

Inclusive vale resgatar a bota de cowboy do fundo do armário:

A peça: casaco estilo capa ou poncho

No próximo Inverno, os pampas inspiram a forma favorita de se manter quente.

poncho1
poncho2
poncho3
poncho4

A cartela: neon

As décadas de 1960 e 80 são as grandes mentoras do inverno 2019. Dos anos 80 vem a influência esportiva e uma predileção por excessos. Em nenhum lugar isso fica tão claro quanto na paleta de tons neon, queridinha da temporada. Do clima esportivo ao estilo lady-like o fluo promete acender os looks.

 

 

O efeito: gloss

Cresça e apareça com acabamento lustroso, do paetê ao metalizado, passando pelo holográfico e o verniz, a ordem é brilhar.

gloss1
gloss2
gloss3
gloss4
gloss5

 

Eu estava parando pra analisar essas tendências, e resolvi tirar esse texto de um site que falava sobre as tendências para o inverno 2019 no Brasil. Só que resolvi que eu ia colocar imagens diferentes do site e, resolvi fazer uma pesquisa no Pinterest.

Nisso quando chegou na parte de fazer uma pesquisa por NEON eu vi que essa tendência é uma tendência que já vem desde o Spring Summer de 2018 da Europa e que ela já está batida pro Pre Fall 2019…. nisso apareceu no mesmo site que eu pesquisei as fotos sobre NEON – que eu cliquei na imagem neon que eu achei no Pinterest que me levou á esse segundo site, um site de consultoria de tendências gringo – que franjas também é tendência Spring Summer 2018 e ela vinha em cores neon também, em cores bem fortes.

E isso me levou a pensar que a gente fica aqui no Brasil usando roupas e tendências que já são batidas na Europa.. porque nesse primeiro site que eu tirei essas informações dizia que a roupa de festa seria franjas! E que elas viriam estilo anos 20 e 30 bem luxuosas, mas não tinha NADA A VER com o que eu achei de MODA Party Dress ou Night ou sei lá… eu posso não saber o termo que procurar mas nesses dois termos não tinha nada a ver com franja nem anos 20 nem anos 30 pra Pre Fall 2019… aliás, pra Moda festa, moda pra noite de Pre Fall gringo é tudo muito tapete vermelho. Difícil até mesmo interpretar uma tendência. Eu pelo menos não sei.

Achei tudo muita organza, flores, drapeados, … uns tafetás….

Essas coisas.

E isso me faz crer que a pessoa desse primeiro site tirou a tendência dela de um site tipo WGSN … que aponta as principais tendências de consumo mas que tipo elas não necessariamente serão globalizadas, e sim, serão direcionadas para cada parte do globo pois basta ver como uma americana se veste em relação a uma brasileira …. em termos de bikini. Ou até mesmo de consumo sobre fast fashion. E pega uma europeia… são diferentes.

E com certeza isso tem impacto nas tendências.

Tanto é que só fiz o post até onde eu achei que as tendências faziam sentido de consumo pra mim…. porque pra noite, ué pra noite eu visto o que eu sentir vontade de vestir. E não franjas 2018.

😛

Também não coloquei aqui a tendência que ela mencionou sobre cintos com fivelas marcadas douradas, porque também acho que isso é muito 2018…

E acho que as zebras e as onças não chegam vivas nem até o inverno devido á grande produção de produtos já nessas estampas nessa época do ano. Vide Zara, Schutz… e se bobear até José Paulino. rsrsrsrs

 

 

Anúncios

São sempre legais.

Aproveitando mais um gancho pra falar de estampas… pensei nas estampas e padronagens que sao hits, podem ser encontradas tanto nas passarelas quanto nas mais diversas araras de lojas.

Fazem um estilo super cool e proporcionam frescor ao armario.

Tartan e Xadrezes

tartan

xadrez_passarela_review

Esse tipo de padronagem era muito apreciado pela rainha Vitória, que frequentava as highlands escocesas e foi responsável pela popularidade do Tartan na segunda metade do século XIX. No século XX, saias e calças de tartan surgiram nas passarelas de Moda.
O xadrez (check) foi criado  por proprietários de terra na Escócia, durante o século XIX, como alternativa para o Tartan, considerado inadequado ao uso diário ou ao trabalho. Foi adaptado de tecidos locais, baseando-se nas cores e no padrão do tartan. Era também comum lançar o tecido xadrez como padrão comemorativo. Durante o século XX, o xadrez foi, a princípio, usado em ternos e casacos masculinos, ficando logo popular para mulheres  em costumes, mantôs, vestidos, saias e, na década de 60, calças.

Existe também um tipo de xadrez chamado Vichy que tem um peso leve ou médio, a princípio feito de linho e depois de algodão. É um tecido com fios tintos, em xadrezes de tamanhos diferentes.  O xadrez Vichy foi popular para vestidos de verão durante o século XIX e entrou em moda nas décadas de 40 e 50 para vestidos, blusas, saias, playsuits e biquinis.

xadrez_vichy

By the way, honey, essa padronagem é uma das apostas fortíssimas pra esse verão que está rolando. Uma dica minha é dar uma conferida no catálogo de verão da Richards. Mixed Prints em bikinis maravilhosos.

Pied de Coq

Fazenda tecida em xadrez regular, com os quadrados separados. Desde o final do século XIX, é muito usada em peças externas, paletós, saias, tuxedos, trousers e afins.

Animal Prints

Sabia que as listras pretas e brancas das zebras possuem função de camuflagem? Segundo biólogos, elas servem pra despistar seu principal predador, o leão. As linhas onduladas de uma zebra se misturam às linhas onduladas da grama alta em torno dela. Não importa se as listras das zebras sejam pretas e brancas e as linhas da grama sejam amarelas, marrons ou verdes, pois o leão, não enxerga em cores.

Mas, contraditóriamente, suas listras ajudam a se identificarem.

prints_01

Paisley

paisley_01

É o nome de uma cidade escocesa que, durante o século XIX, ficou famosa pela produção de um tecido de lã penteada. Como os xales de cashemira da Índia entraram em moda, as indústrias de Paisley adaptaram o motivo cônico tecendo-o em grandes xales quadrados em tons vermelhos e marrons. Esse padrão específico ficou conhecido como Paisley e foi usado principalmente em xales e robes no século XIX e no início do século XX. Na década de 80, o paisley voltou à moda, inclusive em meias-calças, saias, vestidos, batas, saias, bolsas e bandanas super incríveis usadas por rock stars de Glam Rock.

Argyle

argyle_01

Padrão de losangos multicoloridos (inspirado no tartan do clã escocês Argyle) outrora tricotado á mão na Grã-Betanha, mas hoje feito à máquina em todo o mundo. O padrão Argyle é mais frequentemente encontrado em meias, cachecóis e suéteres. É um clássico.

Quadriculado

Podem sugerir a azulejos de casas antingas de interior ou à pisos de lanchonetes da década de 50 onde as garçonetes usavam saias godês bem rodadas e camisetinhas pólo ou sociais.
Lembram também as bandeiras de chegada das pistas de fórmula 1 e atualmente aparecem no chão e paredes de clubinhos underground.

Tattoos e Estampas.

Conforme o post anterior, onde falei sobre estampas surgiu a questão sobre como usar estampas sendo uma pessoa bem tattooada.

Além do estilo da estampa, seja ela com elementos menores ou maiores, mais geométricos ou mais orgânicas com formas mais sinuosas,  tem também o detalhe do modelo da roupa. O comprimento, recortes, fendas… tudo isso que ajuda a valorizar os nossos tão queridos rabiscos.

Bem. Muita calma nessa hora e vamos a um passo a passo que pode ajudar a realizar um novo estilón sem poluir o visual, sem ficar com uma imagem muito carregada.

Primeira sugestão:
Estampa com elementos grandes e de forma sinuosa.
Vestidón de um ombro só.
Tattoo em um ombro ou em um braço inteiro. (Mão e dedos tb valem.)

umombrofullsleeve
Pra quem escolheu tatuar mais um braço do que o outro ou só um braço mesmo, seja mais focado na parte do ombro ou full sleeve mesmo (literalmente uma manga de tatuagem no braço) incluindo os dedos ou palma das mãos, em fim, Pode valorizar os traços usando um vestido de um ombro só como o da foto.
O outro braço mais liso fica escondidinho e pode ganhar um adorno como uma pulseira ou anéis.

O comprimento desse vestido já intervém no caso da pessoa ter pernas tatuadas ou não. Se a pessoa tiver uma ou as duas canelas todas tatuadas já fica over, pelo fato do joelho ser um pequeno espaço entre a estampa da pele e o comprimento do vestido.
Mas se for algo mais localizado, pode ficar interessante.
Outra sugestão? Se ao invez da moça ter a canela inteira fechada de tatuagem ela tivesse uma tattoo localizada no peito do pé.
Em um só ou nos dois.

tomara_que_caia_estampado


Paz e amor…

Dia 23 aconteceu no Rio de Janeiro no clube Namastê na Gávea, a festa Take My Breath Away com Gui Boratto como atração principal e flyer liiiindo já chegou nas nossas caixas de email.

Confere aí:

guiboratto

XXX


E como os amigos do Rio são animados meixxxmo ein?! Saudadessss mil!

A festa Moist que acontece no clube MeiaNove lá na Farme de Amoedo promete começar na sexta á partir das 22:00 e só terminar no domingo… a sei lá que horas! Ai que tudo! E ai galera, rola uma video-conferência do after? LoL

O line up fica por conta do Bo$$ in Drama, Badenov e Gustavo MM.

bo$$indrama

O jeito é matar a saudade dos bons amigos, boas nights e bons tempos assistindo ao SexShake no Multshow.

Que aliás estava ótemo nessa última quarta feira com as meninas New Rave Gymnastics na praia da barra… 😉

sexshake01

XXX

E um blog legal nisso tudo: http://www.oesquema.com.br/urbe/tag/arte-de-rua/

Vai Venú!

Traço Firme.

E para as meninas se embonecarem uma dica de make a La WineHouse com um toque especial por conta dos cílios postiços:

make

1 – Em Frente ao espelho, levante o queixo. A pálpebra se abaixa no mesmo momento e puxa-se o cantinho do olho.

2 – Faça pequenos pontinhos ao longo da linha dos cílios.

3 – Junte os pontinhos até formar um traço único.

delineador

Acho que dessa forma é mais eficaz de se obter os dois lados iguais.

Último dia…

Exposições na Caixa Econômica Federal na Praça da Sé.

em cartaz _ 01

E pra ir no embalo vou ouvindo no meu iPod o som da Little Boots, que tem uma foto dela no myspace usando o mesmo vestido que a Karen O usou na matéria da NYLON do mês passado do Alexander McQueen.

 

karenO