Traço Firme.

E para as meninas se embonecarem uma dica de make a La WineHouse com um toque especial por conta dos cílios postiços:

make

1 – Em Frente ao espelho, levante o queixo. A pálpebra se abaixa no mesmo momento e puxa-se o cantinho do olho.

2 – Faça pequenos pontinhos ao longo da linha dos cílios.

3 – Junte os pontinhos até formar um traço único.

delineador

Acho que dessa forma é mais eficaz de se obter os dois lados iguais.

Anúncios

Pra quem curte…

Vai rolar dos dias 13 a 16 de agosto no Centro de Eventos São Luís em São Paulo, a 15º Craft Design uma feira sobre iluminação, móveis, têxteis, utilitários, artesanato contemporâneo entre outras coisas mais.

Pra quem quer saber mais basta acessar: http://www.craftdesign.com.br/


XOXOXO

Outra dica legal é o Centro Cultural São Paulo que abriga uma exposição muito louca sobre fé e de tudo o que vi o que mais gostei foram os quadros de imagens de natureza e os surrealistas porém não menos tenebrosos, trabalhos da Flávia Metzler que ficam tipo num corredorzinho tudo meio macabro mas com uma boa dose de bom humor.

Mostra_CCSP



O direito de ser…

feminina, romântica, agressiva, casual, despojada, clássica, alternativa, esportista,… em fim, de ser o que quiser e o que se é.

Ser mulher.

Tarefa difícil? muito.

Por vezes já ouvi centenas de mulheres afirmar: “ser homem é tão mais fácil…” e das primeiras vezes que ouvi isso fiquei chocada. Hoje em dia estou quase aceitando isso. É um processo gradual.

Mas não sendo homem, não posso dizer que seja mesmo.

Infinitas cobranças desde ser aluna, ser trabalhadora, ter uma carreira, ser amiga, ser uma namorada, uma filha, uma mãe, ser linda, vaidosa, magra e sei lá mais o que com 20, 30, 40… e por aí vai. Ah! e não se pode esqueçer que acompanhado de todos esses substantivos vem a palavra “boa”.

Parece que a onda 80’s não passou mesmo ne? Se depender das matérias e dos editoriais das revistas de moda e comportamento, realmente a mulher ainda é pra ser vista como uma mulher-maravilha.

Fulana está ótima. Tá mara!

Quando páro pra pensar em alguma mulher que esteja completamente feliz em tooodos todos, absolutamente todos os campos não lembro de nenhuma. E, se alguma andou por aí dizendo que sim em algum programa feminino televisivo, está mentindo.
Pode ter certeza.

Ou o namoro não está lá essas coisas mas o trabalho está ótimo, ou aquele gatinho recuperou a visão ou a memória mas sua mãe está estressadíssima com contas, ou a ginástica começa a fazer efeito mas a nóia com o teste dar positivo não passa.
São muitas questões que se misturadas podem dar em ressaca.

E as preocupações mudam com o tempo.
E as alegrias também.

As mulheres colocaram ombreiras lá na década de 80, mas esqueçeram que os seios ainda continuam e um monte de atributos que são nossos e somente nossos, no sentido de que não estão no conjunto intercessão masculino.
Então me diz… ombreira pra quê?

Tá bom amiga… é tendência. Se joga!

***

Além disso, o cara que é um babaca, ou o/a chefe que tá mal resolvida ou se apoiando em você, ou a visinha levou um esporro de alguém e passou a bola pra ti. Eu ein!

Olha, esse lançe de que a mulher tem que estar feliz em todos os campos da sua vida e de salto é uma verdadeira ilusão.

Se antes, era a vitrine masculina, no século passado até o início desse século, hoje em dia a mulher vira vitrine de si mesma, mas ainda presa numa redoma de vidro.

Nada melhor do que viver um dia após o outro, com seus altos e baixos.

***

heartit

***

ColourLovers.

Acho impressionante o impacto que as cores sao capazes de influir em nossos sentimentos….



Adoro Rosa. alegre, feliz, vibrante…

Cinza em decoração me passa uma péssima sensação. De distanciamento… algo impessoal, gelado. frio.

E vocês? O que pensam?

Body, Mind and Soul.

Chegou na minha caixa de email o seguinte flyer:

escolher-colher

Me parece ser bem interessante.

***

Mas enquanto isso eu vou ali no after do Vegas dar uma dancadinha ;]

Que hoje apresenta o Daniel Wang no comando das pick-ups, ele que veio de Berlim pra tocar aqui em Sampa e que também já tocou na Fase no Rio de Janeiro, festa produzida pelos mesmos produtores da Moo, que rola nas casas Franklin no centro.

daniel_wang1

Acho que amanhã vou ter que ir atrás de uma árvore de Neosaldina…

Comer… comer….

Fiiiiinalmente! Achei um lugar ideal para almoçar pelas redondezas da minha nova moradia. Hoje foi o dia mais feliz desses últimos meses em São Paulo.

Então, o lugar se chama Jardim e fica na rua Afonso de Freitas, na Vila Mariana. Lugar super fooofo, estilo uma casinha com clima aconchegante,  e com tudo o que um bom restaurante á kilo pode oferecer num almoço: saladinhas ótemas, hoje escolhi a de berinjela, cenoura e a de beterraba.
De proteína, um franguinho e adimito que me joguei no carboidrato por que vocês não imaginam a falta que eu estava sentindo de um purêzinho de batata!!! e também comi nhoque ao molho de tomate, mas que estava deliciosamente rosé.  Ah! e o que era a polenta frita?! Cro-can-te!!

Comida quentinha, cheirosa, bonita de se ver.  Adooooro!

Sabe, andei refletindo sobre a minha relação com a comida. Naquela hora, tô eu ali, ela ali também na minha frente e na boa, tem que se comer com prazer.  Não existe melhor sensação que a primeira garfada quando se tem fome. E a comida é boa, claro.

Em fim, recomendo!

***

Outro detalhe foi passar em frente á Casa Gourmet que tem a faixada mais incrível de todas, e pelo que minha mãe me disse, lá eles oferecem diversos cursos inclusive gratuitos e o que eu tô louquinha pra fazer é algum de gastronomia por que já que eu aaaaamo comer, quero aprender a cozinhar melhor. 😉